Em 2017, viva o HOJE

Por que existem calendários, datas, festas? Os animais conhecem os ciclos da natureza instintivamente. Simplesmente sabem quando acasalar, emigrar, hibernar. Já o homem procurou pontuar a vida através de rituais, desenvolveu uma capacidade de encontrar padrões, observando as mudanças na natureza, as constelações no céu. Os calendários são o resultado da nossa necessidade de contar o tempo.

Datas e festas são formas de simbolizar a vida. Se para alguns, o dia 1 de janeiro é simplesmente uma continuação do ano anterior, para outros, trata-se de uma oportunidade imperdível para zerar o cronômetro. Ritualizá-las cria uma organização interna, estabelece um novo marco. E o recomeço pode ser totalmente real, assim como é real a energia de milhões de pessoas acreditando em mudança, expressando esperança. E é real o movimento de deixar para trás o que não serve mais e criar o novo.

Cada um vive o momento como quer ou como pode. Mas, geralmente temos sempre um ritual, seja ele intimista (lista de desejos pessoalíssima), ou compartilhado (nas águas de Iemanjá, por exemplo).

Seja qual for a sua escolha, seja generoso com você mesmo! Generoso com o que foi e com o que vai ser. 2016 está chegando ao fim. Ufa! Que alívio! Mas, não maldiga o ano, encontre gratidão dentro de você. Há sempre o que agradecer, há sempre alguma vitória ou algum aprendizado. Às vezes, mais do que se imagina num primeiro olhar.

Que 2017 seja lindo! Mas, não se atormente com listas impossíveis. Menos é mais. Seja generoso aqui também. Qual aspecto da minha vida pede um real investimento de energia? O que realmente quero potencializar aproveitando esta ocasião? Deixe de fora tudo aquilo que não for um desejo seu, pessoal, verdadeiro, abandone todos os quereres que têm a ver com a necessidade de aceitação e aprovação pelos outros. Você verá que a lista será bem menor, e os objetivos, bem mais fáceis de alcançar.

E lembre-se, na verdade, o único ponto de poder é o HOJE e nesse hoje, o AGORA. Acalme a mente e honre este instante. Ele é tudo que existe. Se a cada minuto fizermos isso, teremos uma vida feliz. Viva um dia de cada vez, acalme a mente, aprecie a sua existência. Em 2017 e sempre.

Felicidades!

Autor: Marise Toschi

Professora e tradutora de Francês, instrutora de Being Energy. Buscadora, praticante de yoga, meditação, estudiosa de tarô e astrologia. Com +50, casada, um filho e uma cachorra mimada. Escrevo às quintas-feiras sobre espiritualidade, corpo e comportamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *