Vestindo o eu imaginário

Você compra um monte de scarpins de salto alto mas no dia a dia vive de sapatilhas? Ou se encanta sempre por blazeres de alfaiataria quando normalmente só é vista de moletom? Escolhe as peças mais coloridas das lojas quando seu hábito é sair sempre de bege e preto? Então… lamento informar, amiga, mas você está adquirindo roupas para seu eu imaginário!

Todo mundo tem algum estilo que mais admira ou que sonha em pertencer. O problema é quando seu guarda-roupas fica mais abastecido para a fantasia que para a vida real, levando ao velho dilema “não tenho nada para vestir”.

O meu eu fantasioso está sempre com uma terceira peça statement, seja uma jaqueta bordada, seja um casaco de couro maravilhoso, lenços coloridos, etc. Mas quando vejo o que usei no dia, em 95% das vezes saí com o combo calça jeans +camiseta, nem uma mera malhinha por cima para dar um charme…

Então, como fazer para evitar essa armadilha quando for às compras? Não tem outro jeito: tem que conhecer bem seu armário e saber o que realmente é usado diariamente. Se você trabalha em casa, para que se abastecer com tanta roupa formal? Ou, se trabalha fora 5 dias por semana em local de vestimenta estritamente convencional, de que adianta investir em incontáveis camisetas e shortinhos?

Melhor forma de descobrir o que você usa realmente é fazer uma planilha e anotar diariamente o que vestiu. Depois de 7 dias já dá para ver que você pode estar enganada quanto às suas compras de roupas. Não deixe de fazer essa experiência, é iluminadora!

Autor: Denise Ribeiro

Moda e livros são meus interesses atuais. Sou #fã de Nova York, Doctor Who, Queen, chocolate e boas séries. Com +50, sou casada e tenho dois filhos universitários. Escrevo todas as terças-feiras sobre moda - ou algo mais que tenha chamado minha atenção ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *