Movimento e mudança

Por que será que nós, seres humanos, temos dificuldade em nos movimentar no decorrer da vida? Já perceberam quantas fases de estagnação vivenciamos? Fazemos escolhas e nos enraizamos nelas, via de regra. O tempo passa, o prazo de validade vence, e nos mantemos firmes, mesmo quando a situação torna-se desconfortável; tememos a mudança. Vale lembrar que o Universo move-se o tempo todo; a Terra se desloca assim como o Sol, o Sistema Solar, a Via Láctea e todas as galáxias, em uma espécie de balé espacial, em decorrência do Universo estar em constante expansão.

Para expandir é preciso mover-se, alguém duvida? Há fases em que a vida parece estreitar-se, perdemos de vista a amplidão que trazemos em nós, nos sentimos limitados e acuados. É um momento onde tudo nos consome e só conseguimos enxergar os limites do espaço interno ao qual estamos confinados. O que fazer quando nosso olhar já não consegue mais perceber as cores da vida? Aqui há uma escolha: entregar-se ou mover-se para provocar uma mudança.

De um lado vem o medo, o grande antagonista a ser enfrentado; se não o fazemos, ele nos paralisa, torna-se o comandante da situação a tal ponto que é capaz de nos roubar os sonhos. Do outro lado vem o desafio do desapego, do soltar o que temos carregado agarrado em nós, a estória até aqui vivida dentro dos parâmetros conhecidos. O convite a derrubar as cercas que nos separam do novo e do ainda não vivido, de um horizonte que se abre cheio de possibilidades e de dúvidas.

Não se engane acreditando que o período das grandes mudanças ficou para trás, que isso só é possível quando somos muito jovens; essa é mais uma armadilha do medo. Na verdade, a ausência de movimento nos envelhece, nos engessa fazendo com que a rigidez nos envolva feito mortalha. Podemos mudar sim, para isto é preciso estar disponível para a vida.

Reveja suas escolhas, atualize seus planos. A pessoa que você era já não existe da mesma maneira, porque assim como o Universo, estamos em constante expansão. Observe-se sempre, veja se há brilho no seus olhos, se há entusiasmo na sua forma de agir. Se perceber que a vida está muito chata, mude! O mundo é aquilo que projetamos nele, um mundo novo se cria através de novos sonhos, arrisque-se! Regue sua alma, solte sua criança interior. Deixe-a brincar, experimentar, criar, liberte-a do pesadelo do mundo. Ressignifique sua existência sempre que for preciso, afinal, estamos aqui também para aprender como ser feliz.

Autor: Ana Amorim

Psicóloga Clinica, Terapeuta, eterna curiosa e aprendiz de assuntos metafísicos. Escrevo todos os domingos sobre Comportamento.

Um comentário em “Movimento e mudança”

  1. Text lindo, reflexão pura para quem está no momento de mudança…. Li, reli, achei que o texto havia sido escrito para mim (sempre acho isso quando leio textos que representam o momento que vivo! ), mas percebi que o texto havia sido escrito para todos nós que estamos em movimento… E é tão bom perceber que estamos em movimento….
    É deixar mesmo a vida se expandir a partir de nossa coragem!!!
    Que todos nós tenhamos a coragem necessária para que as mudanças necessárias possam ser feitas!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *