Categoria: Opinião

Dia de Poesia

Cântico negro José Régio “Vem por aqui” — dizem-me alguns com os olhos doces Estendendo-me os braços, e seguros De que seria bom que eu os ouvisse Quando me dizem: “vem por aqui!” Eu olho-os com olhos lassos, (Há, nos olhos meus, ironias e cansaços) E cruzo os braços, E nunca vou por ali… A…
Leia mais

Do luto ao lixo

Parece que uma nuvem de tristeza encobriu os céus do país, e que os ventos não são fortes o suficiente para fazê-la mover-se.  Estamos todos enlutados diante da perda de tantas vidas interrompidas pela lama, pelo fogo, por falhas técnicas, por descasos de toda ordem. O mar de lama que cobriu Brumadinho continua expandindo-se, entra…
Leia mais

A flor do deserto

Volto a escrever depois de certo tempo, passadas as férias, a quebra do ritmo, a ausência de inspiração… Ando um tanto quanto insone, nem sei bem precisar o porquê e em uma dessas madrugadas em que fico procurando pelo sono que resolve esconder-se (embora bem saiba onde encontrá-lo durante o dia), me veio à  cabeça…
Leia mais

Passagens

2018 está de partida, acaba de dobrar a última curva e já vai desaparecendo na estrada, deixando em cada um de nós sensações  diferentes. É interessante fazer um recorte no tempo e observar tudo que acontece em um determinado período; quando se trata de uma recapitulação de um ano inteiro o desafio é grande, sabem…
Leia mais

Malabaristas somos nós

Quando criança costumava assistir aos espetáculos de circo e uma das apresentações que mais chamava minha atenção era a dos malabaristas que manipulavam vários objetos com tal agilidade e precisão que era quase como se fosse uma cena mágica. Eram pratos sobre finas hastes que giravam simultaneamente, eram bolas ou malabares arremessados para cima e…
Leia mais