Fundação Ema Klabin

Um passeio delicioso para quem está em São Paulo neste feriado é visitar a Fundação Ema Klabin, “casa museu” situada à Rua Portugal, esquina com a Avenida Europa.

A Fundação tem como missão preservar a memória de Ema Klabin, empresária e filantropa, falecida em 1994, e divulgar sua coleção.

A partir dos anos 40 Ema Klabin passou a adquirir obras de arte, formando assim um conjunto de telas de pintura europeia e de itens de mobiliário europeu antigo.

Idealizada sob medida para abrigar sua bela coleção, a casa foi inaugurada no final de 1960. Ampla, clara, orgânica, ela integra o jardim à decoração. Telas de Di Cavalcante e Lasar Segall, lindos objetos decorativos, móveis clássicos, se sucedem nos diferentes ambientes. É um verdadeiro prazer passear ali.

Mas como a Fundação não tem nenhum espaço gastronômico, se você quiser fazer “uma boquinha” será preciso ir a outro lugar. Uma boa ideia é atravessar a rua e ir tomar um café no MIS – Museu da Imagem e do Som. Essa cafeteria que tem como principal atrativo o fato de ser situada na própria loja do Museu. Ou seja, depois de um espresso ou suco (não há grandes opções) pode-se ficar calmamente vendo todas as coisas expostas lá. Como a-do-ro loja de museu, me diverti muito.

São Paulo tem alguns lugares pouco visitados e cheios de charme. A Fundação Ema Klabin está entre eles. Uma boa opção!

MAC – Museu de Arte Contemporânea

Que tal aproveitar o feriado para conhecer o MAC, Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo?

Localizado no Ibirapuera, o prédio que antes abrigava o Detran ganhou novos ares e é agora bem iluminado e agradável. O museu tem um acervo de cerca de 12.000 obras, é gratuito e tem estacionamento. Um programa bem interessante.

São 8 andares. A vista panorâmica é imperdível. Belíssima. Se gosta de fotografar, venha preparado.

O 7° andar abriga obras de artistas modernos (entre 1950 e 1990) como Kandinsky, Matisse, Braque, Victor Brecheret, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Modigliani, entre outros. Já o 6° andar tem obras mais conceituais. Passei rapidinho por elas pois pouca coisa me chamou a atenção. Mas, como gosto não se discute, cada um vai apreciar os trabalhos de acordo com sua própria sensibilidade. Há ainda exposições temporárias.

O que falta: um restaurante e uma loja (aodoooooro lojas de museu!). No momento uma Cafeteria está sendo montada. É sempre bom dar uma paradinha no meio da visita, para retomá-la com ânimo renovado.

Ah! Adorei o gato ENORME que fica no térreo e que ronrona. Enfim, um passeio super gostoso. Vantagem adicional: pouca gente circulando. Se você é como eu, e gosta de muito espaço e nenhuma aglomeração, fica a dica. Gostei muito!

Livraria da Vila liquida livros de arte

A Livraria da Vila do Shopping JK ocupa um amplo espaço e foi toda montada em uma única estante contínua e sinuosa. Ficou um lugar mágico, me sinto nas bibliotecas descritas nos livros de Jorge Luis Borges (labirintos de infinitas prateleiras).

Esta livraria é muito linda!! 

A notícia boa é que eles estão liquidando seus livros de Arte, Fashion e Fotografia. Sabe aqueles livros enormes, lindos, que são às vezes chamados de “livro de mesa”? Então, os preços despencaram. Há descontos de até 80%, com livros excelentes saindo a cerca de R$40.

A má notícia é que esse espaço magnífico vai ser fechado. A Livraria da Vila vai se mudar para outro local dentro do Shopping JK, bem menor, e ter prateleiras comuns em lay out completamente diverso deste que causa sempre tanta admiração.

Estou lamentando demais o fechamento deste espaço. Porém, entendo que não dá para arcar com um aluguel de uma área tão grande se a venda de livros não for significativa. E nós sabemos que, no Brasil, livros não são muito queridos. 

Uma pena 😭