E aí, 50?

Pois é, depois de período longo de incubação, de tentativas e erros, estamos aqui (re)iniciando o blog que queremos fazer, um espaço para reflexão sobre corpo, moda, saúde e comportamento de quem encontra-se na estação da maturidade. Na verdade gosto da ideia de que o tempo, assim como o concebemos, não existe. Nós humanos instituímos o calendário e contamos a vida através de datas, da marcação da passagem do tempo, de nomenclaturas e categorias, mas já repararam que só nós fazemos isso?

8ee2eb629f

O Universo, assim como o nosso inconsciente, é atemporal; tudo ocorre simultaneamente, paralelamente, no eterno agora. A natureza segue o ritmo interno, muda com as estações, que não tem a ver com datas, mas com ciclos de nascimento, vida e morte. E os ciclos tem relação com a prontidão, com o instante em que algo já se esgotou e o novo ocupa seu lugar. Há primaveras frias, invernos chuvosos, verões mais secos, e tudo é possível porque as estações não seguem os padrões que nós estabelecemos, a vida não ocorre na separação do tempo, a vida pulsa além do tempo e do espaço.

Por isso este blog comporta todo mundo, independente da idade cronológica, já que o que vamos abordar aqui tem relação a um ciclo, a uma estação da vida, a vivências que podem acontecer dentro de nós a qualquer momento em que estivermos prontas para isso.

Sejam bem vindas, sentem-se aqui conosco, vamos olhar para nós mesmas, vamos entrar em nós e explorar esse Universo inteiro que anseia por manifestar-se, expressar-se e expandir-se. Vamos olhar para o passado com gratidão por todas as lições aprendidas, pela possibilidade da maturidade em alguns aspectos; para o presente com entusiasmo pelo que desejamos e podemos fazer agora, nos permitimos fazer agora, e para o futuro com muitos sonhos recém plantados no quintal de nossas almas!

Rhododendrons at Riga botanical garden

leia-comportamento